terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

O real além dos mitos



O pensamento nos guia. Além do estado das alegorias. No estado positivo. Seja Guerreiro. Não seja cavalo. Evite se julgar Ninguém ou Nenhum. Seja o que se é. Além disto é mito. Diga agora mesmo: "Eu Sou o que Sou".

Com respeito ao que é real. Quem pensa ter visto, nem sabe o que. Quem se julga, é outra coisa.

Quando guri, se julgam superman. Quando adultos, livres das fantasias do imaginário, acreditam em si. Nietzsche é anterior a MARVEL.


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Estados Espirituais


O estado mais puro do Santo Espírito não bebe álcool, não fuma nada nem bebe café puro. Mas, acreditem se quiser, há fumantes e bebedores sociais que trazem o Divino em si. Bispos, Arcebispos e inclusive o Papa, são alguns deles. Que fumam e bebem com Cristo.

Pois "Não é o que entra pela boca que contamina o homem, mas o que sai da boca, porque procede do coração".




segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Sempre em frente


Os objetivos a longo prazo me desafiam mais que o plano anual. No dia-a-dia, construímos o futuro. No que irei transformar o que faço hoje? Só Tupã sabe. Demorado, sempre em frente, sigo daqueles que vendem chegadas. Isto é tudo que tenho, faço e estou, para tocar o barco.

Quando há o peso justo, prefiro ajudar quem me ajudar que vingança, retornos ou revides. Mas cada um se liga no que acredita.

Marinho e Disney trabalharam a vida inteira sem chegar onde foram em pensamento. Pois seu imaginário foi além do que construíram e suas ambições eram maiores que as respectivas conquistas. Por isto suas obras continuam no pós vida.

Yansã d'Obá sempre diz: "Sempre em frente, toda vida". Esqueça as 'chegadas pontuais'. Nossa chegada é quando nascemos. Evoluir é ir além. Creio neste caminho.




O Comunicador - Vol CCIX


quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Guerreiros


No Bushido. Estavam vestidos como num cosplay. No princípio, pensei que eram zombeteiros. Projetavam-se onde estou. Alguns falavam japonês. Conversamos em outras línguas. Traziam espadas. Vestiam armaduras. Querendo ajudar.

"Arroz" - Pediram. Então servi-lhes as instruções. Almoçamos em pé com o prato em punho. Desde aquele dia, estamos ligados.