terça-feira, 18 de setembro de 2018

Às Atas - Cap I


No dia apropriado. Estávamos no Grande Oriente. Dentre irmãos, o 'Qual' havia vendido-se após martelar o novo irmão pela terceira vez. Comprado, já está sendo repartido em loja. Buscado, ignora o juramento que fez à Lei dos irmãos. Jamais vender três vezes o mesmo ente. Pai, filho e irmão, agora, haviam sido adquiridos. Guardados ao que não tem preço. Qual vendedor havia batido o próprio martelo na sessão mais recente?  O qual havia recebido o quanto estava na lista inicial e mais. Foram duas décadas até então. Quando acabou o contrato anterior, enquanto o atual está vigorando. 

O diabo era testemunha. As assinaturas estão no contrato. A lista do novo irmão foi apresentada como encomenda há bastante tempo. As retribuições e termos estão prescritos. Registrados em ata. 



segunda-feira, 17 de setembro de 2018

O Pescador - Zé Maria


Muitos pensavam que era louco, pelas histórias que contava. No entanto, era apenas o pescador das sardinhas enlatadas. Naquela casa, José estava fazendo o trabalho por Maria. Lavava a louça, estendia a cama, varria a sala, arrumava as coisas e aprontava o alimento. Consciente que dependeria apenas do próprio trabalho para manter a ordem. Só haveria clima para outros trabalhos, quando as coisas estivessem no lugar. Assim era o dia do pescador. Zé Maria, como era chamado, é marujo dos velhos tempos.

O Comunicador - Vol CXXXVII


sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Evitando as madrugadas


Na chuva, o diabo queria o dinheiro dos usuários tirado pelo pó. O mesmo fez com quem gastou tudo em álcool ou fumo. Baraque avisou sobre a guerra que se estenderia na madrugada. 'Bem aventurados os quais dormem a noite'.

Quem vendeu em loja, perdeu a substância. Quem despachou, deixou a si. O álcool, o fumo e o pó, despachados, estavam tirados no Guerreiro que havia sido acertado. Embora tivesse recebido como oferenda. Contudo, consumir sairia caro. O faria perder tudo, por estar na terra. Por isto, o Guerreiro preferiu trilhar caminhos diferentes.

O Mestre ajudou-se quando evitou as madrugadas. A aurora era o presente dos sábados e domingos. Até o diabo sabe disto.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Alegorias


PESCADOR


Como o pescador
pescando o amor
sobre o mar
Oxalá quem mandou
Vim lhe chamar

AO SOL
Irmãos em Cristo, 'Que proveito há em ganhar o mundo e perder a alma'?.

Havia raiva, vergonha e pena. O amor ainda era tolerante. Os mais espertos libertaram-se dos vícios.

O diabo continuou comprando almas. Algumas listas com desejos estavam completas. Muitos sentaram-se ou quiseram voltar.

QUANTO ÀS POMBAS

'Mais valeria ser a amante do pai que relacionar-se com quem lhe daria menos exclusividade, menos tempo e lhe colocaria três galhos enquanto ganhava um' - Disse o Mestre.

Pai Guerreiro adotou as pombas na encruzilhada. Não deveriam ter ciúmes umas das outras. Três Marias sabem disto.

QUANTO AO CERTO

Babá arruma as coisas como se fosse a vida.

Alegorias e sincretismos alimentam o imaginário.

Ao crente e ao cético, universo e natureza respondem. Alquimia e física quântica.


quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Ao caminho


O Verbo e o diabo disputam as almas humanas. Ao pecado ou à virtude. O bem e o mal estão no ser. Ser bom ou justo é escolha.

A guerra espiritual insiste na encruzilhada. Que escolha temos?


O bem pelo bem?

Ninguém é cem por cento bom ou mau. O bem e o mal estão na gente. No entanto, perdoar também é virtude. Contudo, ser justo frente ao mal é dever.


Irmãos em Cristo, 'Que proveito há em ganhar o mundo e perder a alma'?.

A guerra é santa; A paz, justa.


terça-feira, 11 de setembro de 2018

Boas Vindas


'Posso adotá-lhas quando mudam' - Disse o Pai - 'Prestam fidelidade sem exigir nada em troca'.

Até agora Nenhuma voltou. Somente as guerreiras aguentam bom tempo. Teria nova chance, quem tivesse mudado.

Antes, foram judiadas e tiradas de si próprias. Alguns ex as vendiam como putas. Por aqui, teriam nova vida, se tivessem mudado. Mas, eventualmente, gastam a ficha.

Se deixar, até a Lua vendem se possível. Por aqui, não tem preço. Nem pombas; Nem ovelhas. Nem a filha; Nem a velha. Das quais rescindiam a si mesmas. Isto vale cada paulada que ressoa nesta casa.

Antes que toquem o Béhhhh; Axé



Pai velho
Filho d'Deus

Santo Anjo iluminado

Saiba que também sou dos teus
Axé, estou ao teu lado


Acampamento Farroupilha





segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Escrito



Na pedreira, sobre a rocha, registro o que está escrito.

Eis que venho somar onde sou bem vindo. Entendo que responderei (ao Cristo) pelas próprias medidas. Que assim seja

A mulher infiel teve o Cam partido em pedaços. O Pai vingador sagrou-se justo.

Na saída, rifavam o cu dos próprios filhos. Ainda queriam ser piedosas. Mas eram putas sem solução.

O Pai adotava-as para oportunizar-lhes a salvação. Mas a maioria gastava a ficha.

O Pai guarda (guardada) a encomenda. Fiéis às escrituras. Espada afiada é a lei.

Disse o Cam: 'À infiel devo o troco'. Disse o Que: 'À fiel guardo a bênção'.

Ao Que, isto, já lá, é assim.

Entre tiros



O café está servido. E os caboclos conversavam sobre a guerra sagrada. O mestre foi orientado a ouvir o que tinham a dizer. Havia conflitos na terra. Campos em confronto. Muitos estavam sendo assaltados e nem sabiam. Alguns escondiam o tiro.

'Do que se trata?' - Perguntou o Mestre enquanto ouvia. 

'Você estuda? Treina? Trabalha?' - Perguntou um dos Caboclos. 

'Óbvio que venho preservando tais costumes. Mas por que perguntas isto?' - Questionou o Mestre.

'Há terras do teu interesse em que as pessoas estão matando-se à espada e a maioria nem sabe' - Gente ruim (assaltando gente boa) retirando-se com o que têm, ou fazem, dos quais nem têm e nem fazem. O Caboclo referia-se aos interesses do Mestre. Quanto aos estudos e trabalhos. Treinos e relacionamentos. 

Enquanto o Mestre aguardava nas portas, quem já estava lá, nos lugares do interesse do Mestre, nem sabia que estava sendo usado em 'tiros'. Tiro é como chama-se aquilo que cada um faz sem os outros por decisão e convicção própria. 

Então o Mestre respondeu - 'O detalhe é que aqui é diferente. Nada desejo sem os outros. Tudo que faço, cada atividade, tenho em si. É isto que tenho. É isto que estou'.  

Rapidamente o Exú presente manifestou-se e acusou o Mestre - 'Isto é ser vermelho. Pois o branco, com nada, se retira'. 

'Ambas as linhas trabalho aqui' - Respondeu o Mestre - 'O detalhe, lhes confirmo, é que em vez de fazer o que faço sem os outros quais não fazem, é que faço tudo em si e por si. Nada sem os outros'.

O Caboclo respondeu - 'Aqui a lei é o tiro por tiro. Erra quem pede o vermelho do branco e devolve o azul ou o verde. Pois aqui trabalhamos juntos. Assim seremos cobrados'.

'Que assim seja' - Completou o Mestre. 

sábado, 8 de setembro de 2018

O Comunicador - Vol CXXXVI


O certo é que o caminho existe. Salvar-se é escolha.




Cap I - A encruzilhada



Desde aquela noite, dia sete de setembro, antes da meia noite, quando o diabo mostrou-lhe a maldade humana, converteu-se e encontrou-se salvo por Jesus. Fugindo do inferno, buscou a luz à aurora. Fundou a própria igreja em grupos no Whats App.

'Quer beber, fumar ou cheirar? Dormir até o meio dia e reclamar o calor ou a chuva?' - Perguntou o diabo - 'Estou cagando para os teus pecados. O interesse em salvar-te é teu'.

'Encontrei a luz' - Disse o Mestre.

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Infernos



Quando a mesa virou era meia noite. Os jovens embriagados estavam ligados no inferno. Chamados ao pó dos ventos, raros guardam o pila. Alguns bebiam mijo. Outros perderam-se na madrugada. 

Para ganhar o Sol à aurora, nem é preciso fugir do diabo. 

Era preciso ultrapassar a encruzilhada.

Muitos foram comprados com o álcool, drogas e fumo. A quem libertou-se disto, a salvação. 

Jesus é vigilante a quem lhe dirige a palavra. 


quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Sagrado Divino


Abrindo caminho, o espírito veio e revelou-me a missão. O E.S. é invocado. Honrá-lo é dever. O poder superior é único. Nem há destino traçado, nem são os homens que escolhem o homem. É o Divino quem nos chama. Mesmo com tantos pecados. O caminho existe a quem busca o sagrado.

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

O Guerreiro Justo - Recriando-se


O Guerreiro sabe que o poder superior é imutável. Contudo, recria-se constantemente. Alguns episódios são cíclicos. Como regatar-se das memórias ancestrais. Encontrar-se com o desafio e a missão que veio cumprir. 

O tempo jamais espera. Por isto é preciso ocupar-se. Aproveitando cada minuto. O caminho é tão interessante quanto às chegadas. Por onde andamos. O que fazemos. O que guardamos. O que aprendemos.

Por isto questiona-se, com frequência: 'Estou no caminho certo? Que tenho que fazer agora? Como posso ajudar?'. Assim, ajuda-se a mudar para melhor. A constante recriação que o acompanha por toda a jornada. 


terça-feira, 4 de setembro de 2018

Alegorias, verdades ou mitos



Se a madrugada é do diabo, estar em pé antes das 8h é benção divina.

Céu e inferno são estados do espírito. O ser humano criou alegorias (anjos, demônios, etc.) para explicar o que está entre o bem e o mal. O certo é que bastante é fruto das escolhas.

Alegoria (Wikipédia) - "É uma representação figurativa que transmite um significado outro que o da simples adição ao literal. É geralmente tratada como uma figura da retórica. Uma alegoria não precisa ser expressa na linguagem: pode dirigir-se aos olhos e, com frequência, encontra-se na pintura, escultura ou noutra forma de arte mimética".

Os personagens na literatura são alegorias. Embora os livros sagrados falem sobre seres celestes e infernais, o que sabemos é que alguns fraudes são milenares. Assim, acreditou-se em deuses por milênios. Ainda há quem acredite em santos, anjos ou demônios. Ou quem questione a existência de Deus e o diabo. Alegoria ou realidade, somos influenciados por tais 'entes' que habitam o imaginário, o temor ou a fé dos humanos.

A religião é instrumento político, certa vez que condiciona o crente à obediência ao modelo comportamental 'ideal'. Mesmo assim, sabendo-se disto, transforma vidas.

No mais, desconfio quanto a Nietzsche e Superman, Contudo, creio em si.
Para entender o que digo, leia 'Ecce Homo'.


Prossumers Web Radio - Rock Playlist

Acesse nossa nova página*

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

A religião além da fé


Devoto d'Ogum para toda a vida(?)* Embora Positivista(!)*

Muitos acusam os 'santos' como o maior fraude da Igreja Católica em todos os tempos. Alguns ainda questionam a existência do Cristo. Mesmo assim, a fé vem salvando vidas.

Conforme as escrituras, ciência e entendimento são dons divinos.

Seria Sócrates o mero personagem protagonista criado por Platão?

Há quem diga que Jorge nunca existiu. Há quem compartilhe sua companhia. Imaginário ou real, muitos são influenciados pelos 'mitos'.

Quando a 'multidão de conselheiros faz a boa guerra', cada testemunho é bem vindo?

O certo é que ninguém é santo, entre tantos 'pecados'.

A literatura tem destas coisas. Anjos e demônios; Saci e Bixo-Papão. Assim como a ciência humana, eventualmente, é equivocada, a fé tem os próprios sustentáculos. Portanto, entre o Superman e os Smurfs; antes, creia em si.


Palestras - Entrada Franca


3/09 às 13h no Comando Militar do Sul - Andradas 630 - Porto Alegre.

Att

Apóstolo Juliano Dornelles

sábado, 1 de setembro de 2018

Virtudes - Dons divinos


O temor ao Pai é o princípio à sabedoria. Saber que a tudo há consequência. Pelo céu e pela terra. Universo e natureza. O entendimento permite discernir quanto ao que é certo, bom ou justo. A ciência permite o desenvolvimento das faculdades intelectuais. Adquirindo saberes. O conselho nos permite compartilhar o que aprendemos. A fortaleza nos permite perseverar no que acreditamos. A piedade nos mostra que existe o caminho alternativo.

Salomão pedia sabedoria e dizia que esta vale mais que ouro, prata e pedras preciosas. Pois acrescenta anos de vida e preserva o homem a salvo das ignorâncias. Afastando do pecado e aproximando do caminho sagrado. 

Tais virtudes devem ser pedidas ao Divino.

Que o E.S. nos ilumine.

Quem assim seja

O Comunicador - Vol CXXXV


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

O Guerreiro Justo - Vencendo e para vencer


O guerreiro insiste no caminho que acredita. Traz, consigo, cada atividade que desempenha no dia-a-dia. Os exercícios físicos, a produção e a aprendizagem. O mundo é o laboratório. A vida, a escola. É isto que o guerreiro tem. É com isto que o guerreiro está. Pronto ao desafio. Mantendo a continuidade das atividades que lhe importam. Cada quilômetro percorrido. As horas em pé. O tempo que substitui a diversão por atividades mais construtivas ao corpo e à mente sã. 

Consciente que deve cumprir a missão, o guerreiro assume o real caminho que acredita. Beber a noite, novamente, cede lugar aos polichinelos, filmes, freelas e relacionamentos saudáveis. O fumo, também com os dias contados, é reduzido até ser eliminado por completo. Assumindo a missão que outros sucumbiram, o guerreiro confirma este passo.

Importante escolha na encruzilhada. A história que vem sendo escrita e contada. Para onde vamos, estamos lá. Certamente sábado será sábado. Lá estaremos livre da ressaca, ao ar puro, avançando além dos velhos hábitos. É isto que está lá. Lá estamos. Que assim seja. 


quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Pensando bem


COTIDIANO

A batalha é cotidiana. As atividades que preenchem o dia. Os desafios e objetivos. Perseverar é manter-se em pé.

SUBJETIVO

Quanto às subjetividades e identidades espirituais. Somos apenas o espírito encarnado humano. Atribuições distintas eventualmente emergem do imaginário.

Que definições cabem ao ser? Estamos além disto? O que é singular, plural e particular, em cada indivíduo?  O que nos faz únicos?




quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Indo



OS DESAFIOS ENSINAM

Acautelai-vos quanto à pena, raiva, culpa ou vergonha. O amor é maior que tudo isto. Ame o caminho, a batalha e o combate. Eis que os desafios ensinam.

POR ONDE ANDO

Por onde ando, passo como o peregrino. Como se fosse a primeira vez. Os pássaros costumam mudar as árvores. Também faço caminhos diferentes. Lá estou, nos livros, vídeos e imagens editadas. Revistas, jornais e pilotos gravados. Nos treinos, caminhadas e corridas. Na aprendizagem prática e escritos. Além do que está feito até aqui.


terça-feira, 28 de agosto de 2018

Ogunhe Axé


O que dizer dos filhos que estão acordados (virados) as seis da manhã, nos sábados, após beber a noite toda? Como posso ajudá-los, salvo dizendo-lhes que evitem os bares e a noite? Muitos estão sendo buscados nas bocas, quando, virados, querem mais. Nem sempre Deus perdoa. Eventualmente, as medidas humanas são diferentes. Assim serão aplicadas.

Ter cerveja em casa todo dia, não implica beber toda semana. Aprenda a dominar-se. Corte algumas semanas e terá o domínio.

Embora Positivista, trago a fé judaico-cristã além de Paulo e Moisés (ícones do calendário Positivista). Além disto, creio (assumo) que sou o espírito encarnado que aqui vos fala. Deus abençoa.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

O que procede por aqui


ALQUIMIA

Os alquimistas pensavam em transformar chumbo em ouro. A questão é que chumbo e ouro são elementos diferentes. Diferente das moléculas que são facilmente quebradas. Como na fotossíntese em que as plantas, e algas, absorvem o CO2 e convertem em O2. O fato é que a alquimia está na natureza. Na transformação natural. Ocorre também na combustão e na termodinâmica em geral. A alquimia está além da magia. Envolve a transformação química e física. Está conosco, em nós, toda vez que respiramos. 

CRENÇAS

Às crenças antigas, o Sol era como deus. Orava-se ao Sol. Reverenciava-se o Sol. Ainda hoje mantenho tais costumes. Que o Sol ilumine o nossos dias. 

MAGIA

O certo é que a magia está no dia-a-dia. Nas escolhas que fazemos. Quando cozinhamos o alimento. Quando arrumamos a casa. No trabalho, nos estudos e atividades físicas. A magia está nos cultos e ritos. Está nos hábitos cotidianos. 


Eventualmente sou perseguido por cultuar os Orixás;
Embora creio, sobretudo, no E.S.
'Eu Sou' está conosco.

O que fizeres a mim, 
semelhante, retornará aos teus.

Eis a lei da natureza e as leis do universo,
Como diriam Newton e Trismegisto.

O diabo é testemunho.
Santo Cam que o diga.

Que assim seja

sábado, 25 de agosto de 2018

O Comunicador - Vol CXXXIV





Diálogos indiretos

AOS ESPELHOS - LUA IMAGINÁRIA

A conexão telepática é fruto do imaginário ou real? O pensamento comunica através do simples pensar?

O certo é que há nada na lua. Astronautas confirmam. Nem mesmo as fantasiadas visualizações imagéticas. O espelho imaginário do homem é fruto do pensamento. Zerando isto, emerge o ser livre. Plural e singular. Nada físico emerge do mundo dos espelhos. Contudo, há este mundo. Oriundo do imaginário e do espiritual. No entanto, estamos na Terra (no céu).

LEIS DA FÍSICA

Leis da física. Ação e reação não são de Newton. Trimegisto já falava sobre isto. No mais é magnetismo. Alquimia. A própria termodinâmica. Conversão energética. O pensamento.

MAGIA, ALQUIMIA OU MAGNETISMO

A magia distancia-se à ciência por lidar com o abstrato. Contudo, emerge como rito, cultura ou arte. São esferas distintas, como a religião. À magia, o mago é o principio. O Arcano I (Tarot). O início.

Embora tenha desviado o assunto. Magia é magnetismo. Pensamento positivo. Positivismo. Antes mesmo do 'Positivismo'. Como palavra. O 'ente' na phisis. Pelo logus.

Quando se crê no abstrato, é o pensamento que o faz. Crer que existe um deus, ou deuses. Crer que nada existe. Que 'espírito' é apenas uma palavra para consolar-te que morrerás um dia. Ou, apenas o que somos. Algo incomprovável. Espírito é algo que só é concebido pelo pensamento. Assim como o poder superior. "Eu Sou", a Moisés. Jesus a Paulo. Apenas espírito. Algo abstrato. Embora se resuma a uma palavra (espírito). Aos espíritas, é o que somos (encarnado). Aos humanos, consolo ao imaginário.

Como um ET falando com o terráqueo. O gnomo. Ou o saci. Alimentam o imaginário. A fé, a crença, o rito e o mito. O pensamento positivo. Aquilo que nos faz acreditar em alguma coisa. Deus e o Diabo. Criações humanas. Imaginário popular. Ou universo singular ao ser.

O espírito encarnado humano (homem). Além disto, o que somos. Além das definições concretas ou abstratas. Científicas ou religiosas. Além do que compreendemos. Além do que se sabe. O que? A eterna questão. O ser na essência. Além das palavras que o definem. O que nasce, cresce e morre. O pensamento que pensa.

No mais é imaginário ou palavra criada pelo homem (espírito encarnado humano).

domingo, 19 de agosto de 2018

A jornada ensina o guerreiro


Às vezes, nem eu entendo o próprio pensamento. O mundo gira e põe as coisas no lugar. O plural torna-se singular. Assumo que o desconheço a origem do que sou na essência ou o que me tornei. O caminho molda o homem. A jornada ensina o guerreiro. Perseverar é virtude. Estar aqui é o presente. Avançar é consequência natural.

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Fluindo



A natureza revela os sinais.
A água que flui; O homem que já não é o mesmo.

Quem me dera, Bauman ou Heráclito, falar sobre fluidez. 


quinta-feira, 16 de agosto de 2018

O homem


AO SER

Há quem crê em anjos; Há que crê no Saci. Ao pastoreio; há quem creia em si.

Dois lobos; Eis o homem.

AO ESPÍRITO

Meu pai me ensinou que só Deus é Pai. O Grande Arquiteto do Universo. Por isto, sou irmão dele. Semelhante digo ao meu filho. Como irmão (pecador e filho de Deus).

Além dos papéis sociais, sou apenas o 'espírito' encarnado humano.

Ao justo retorno, porque estamos indo, a volta vem. Oh quimeras, ao teu governo, nem utopias mágicas. Apenas razão construtiva.


O saber que liberta


O saber libertador possibilita a emancipação do pensamento. A consciência pessoal transcende a cultura pela qual vê-se o mundo. A autonomia do conhecimento é proporcional ao viés do combate. A complexidade social dos territórios implica adaptação. A esfera do espírito revolta-se quando a apropriação dos conteúdos. O pensamento sociológico é complexo. Introspectivo. Plural. Singular. O espírito mune-se das armas que possui. O esclarecimento, por vezes, é como o escudo. Defende e protege. No entanto, a ignorância é como a venda nos olhos. Há infinitos universos à realidade. Semioticamente falando. Subjetivamente compreendendo. A vida é a festa, o baile, o jogo e o filme. Além disto, o experimento espiritual humano. O desenvolvimento cognitivo possibilita a evolução espiritual (social, emocional, física e material) humana. O que permite ao espírito ter autonomia quanto à formação opiniática, nas busca das soluções e na confecção das conclusões pessoais sobre os mais variados assuntos. O conhecimento liberta. O espírito esclarecido é livre por entendimento próprio. Então, deparamos-nos com os direitos e deveres. O espaço alheio. Os direitos humanos (sociais, civis e políticos). O espaço público e privado. As regras e contra-regras. O determinismo sociocultural coletivo sobre o indivíduo. As batalhas ideológicas. A democracia. O capitalismo canibal. O conhecimento enlatado e impresso em livros. A manipulação midiática. Certamente que os livros ajudam. Mas, em algum momento, é preciso ganhar a rua, a praça, o parque, a estrada e cada espaço do interesse pessoal. Ganhar a mídia. O público. Os aliados e contrapontos. Reafirmando a importância do esclarecimento frente a ignorância. A escolha racional ao espirito livre.

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Subjetivo - 'Espírito' encarnado humano


A subjetividade está imersa na identidade humana. O código genético espiritual. O pensamento singular que habita cada espírito. O que nos torna únicos. A pluralidade que trazemos em si. Além dos saberes; Além dos experimentos, crenças ou mitos. O imaginário criador, e criatura, do real. O mundo aos próprios olhos. A lente subjetiva. O ângulo pelo qual vemos. A cultura ou a ignorância. A razão e o desconhecimento. As certezas e incertezas. Nem tudo. Ou mais que nada.


terça-feira, 14 de agosto de 2018

Prossumers HQ

Nada como passear ao ar puro.

Curtir o chimarrão...

E o baita pôr do Sol. 

Ótimo passeio.

Vamos que vamos.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

O Guerreiro Justo - Ao domínio próprio


O equilíbrio emocional é imprescindível às tomadas de decisão. Ser equilibrado faz com que tenhamos o domínio das situações que requerem certo planejamento antes das ações. O Guerreiro Justo domina os próprios impulsos, desejos e instintos. Sabe que há certa dosagem ideal a tudo que consome, faz ou acredita. Por isto busca desenvolver o equilíbrio emocional diariamente. Mantendo a calma e pensando duas vezes sempre que necessário. 

O caminho nem sempre é tranquilo. Por vezes entramos em guerras indesejadas. Combates cotidianos que nos fazem perguntar o real sentido das batalhas. A vida nos ensina a ser fortes. Os tombos e tropeços que a jornada oferece. As vezes em que aguardamos na porta. As vezes em que tivemos que mudar os planos.

O Guerreiro é consciente da necessidade do domínio próprio. Sabe que, até mesmo o sal, o açúcar e a água, essenciais ao corpo humano, quando consumidos em exagero, causam inúmeros males à saúde. Por isto, inclusive, nas coisas boas, mantém o domínio necessário ao equilíbrio físico, espiritual e emocional. 


sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Consciente


O espírito é livre para desenvolver-se. Tendo noções do que é certo, tem responsabilidade. Tendo responsabilidade consciente, é responsabilizado pelas escolhas. Por isto é importante esclarecer-se e instruir-se. Munir-se dos conhecimentos necessários à jornada evolutiva. Antes, mesmo, dos passos importantes. 

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

O que queremos



Quem sabe o que quer sempre tem o que fazer. Esta é uma verdade singular. Quando sabemos o que queremos, sempre temos o que fazer. Saber aonde ir faz com que tracemos o caminho mental antes mesmo de trilhá-lo em passos. A mobilização do pensamento. O foco e a concentração no objetivo.

Há objetivos que movem nossos dias. Desde que saltamos da cama até a hora de dormir. Somo livres para decidir o que queremos das nossas vidas. Com quem nos relacionamos. Que hábitos cultivamos. No que investimos nosso tempo. Como podemos nos tornar melhores no que fazemos.

O caminho nos proporciona a aprendizagem. Aprendemos a ter calma nas aflições. Paciência nas inquietudes. Ponderação nas atormentações. Pensar duas vezes é sempre mais prudente que agir por impulso. Por isto, antes de tudo, saibamos o que queremos. Tendo estratégia, o combate planejado é mais eficiente. 


quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Perguntas


O que faz com que reavaliemos o modo como lidamos com o mundo? Por que, eventualmente, pensamos em fazer tudo diferente? Além dos caminhos que conhecemos, que caminhos existem? Como podemos nos tornar melhores sem deixar de ser quem somos? O que é a essência que temos que preservar além das mudanças? O que devemos preservar? Do que devemos nos libertar? Por que pensamos diferente dos outros tempos? Por que ainda mantemos velhas crenças? Como conseguimos encontrar o novo em meio ao velho? O novo é a recriação do velho? Que pluralidade encontramos no mundo? 

Justamente, à rosa, o jogo das perguntas. Além dos ventos. 

Sempre em frente. Vamos, Indo. 

terça-feira, 7 de agosto de 2018

O Guerreiro Justo - Além dos amores


Quantos aos amores e desamores, o Guerreiro segue a jornada além dos desencontros. Ter alguém para somar-se é algo inteligente. Contudo, os interesses têm que convergir ao mesmo ponto. Quando há diferenças, não se torna vantagem. Salvo quando há entendimento. 

O Guerreiro liberta-se dos relacionamentos que o travam. Liberta-se para ser livre. Contando consigo próprio. À satisfação dos mais íntimos desejos ou confidências. 

Seguir faz com que o Guerreiro liberte-se. Atendendo as demandas urgentes. Ao cronograma estabelecido. Às atividades cotidianas. Casando-se com o trabalho que realiza, o combate e a jornada. 


segunda-feira, 6 de agosto de 2018

O Guerreiro Justo - À roda dos Caboclos


O café estava pronto na roda dos caboclos. O Guerreiro sabia que Babá havia viajado desde longe. A missão estava cumprida em parte. Reunir-se em torno da fogueira para compartilhar os planos ao combate. A estratégia estava definida. O cronograma , pré-estabelecido. A escolhas firmam-se em atos cotidianos. 

O Guerreiro Justo tem, nos caboclos, conselheiros ao bom combate. Enquanto os velhos anciãos baixam nos domingos como guias errantes; nas segundas os caboclos reúnem-se em banda. Nem Zi; Nem Pila, entendem a origem do mundo próprio que habita os pensamentos do Guerreiro.

As cartas estão sobre a mesa. Ao caminho, a certeza. Nada será como antes. Em frente, indo, vamos. 'A volta vem' - Cantou o Caboclo em ponto e prosa.